Blog

Banner Blog Granja Marileusa

Segunda matéria da série de conteúdos Alphaville

Granja Marileusa

Ao realizarem os estudos para que instalasse o Alphaville em São José dos Campos (, no vale do Paraíba, mal sabiam os arqueólogos que estavam diante da primeira ocorrência de casas subterrâneas do estado de São Paulo. Por meio de elementos cronológicos-culturais, eles constataram a existência de lanças datadas de nove mil anos atrás. A descoberta aconteceu em função do Estudo de Impacto Ambiental da Alphaville.

A Alphaville foi a primeira a fazer um Estudo de Impacto Ambiental em Empreendimentos Imobiliários do Brasil. Também foi pioneira no setor ao criar um sistema de monitoramento ambiental em 1997, com auditoria independente. A cada 15 dias, uma equipe visita a obra e verifica se estão sendo adotadas as melhores práticas de preservação do meio ambiente e se estão cumprindo a legislação vigente.

Até que a execução da obra seja realizada, o local passa por uma avaliação interna detalhada, que envolve diferentes áreas como geologia e recursos hídricos. O setor de Meio Ambiente participa de todo o planejamento urbanístico, que avalia o cenário e traça os possíveis impactos não apenas no meio físico como também biológico e social.

Com todas as informações em mãos, é elaborado um Mapa de Restrição e Oportunidade Ambiental, que aponta as fragilidades e restrições à ocupação do terreno, além de áreas de preservação ou matas que podem ser conectadas aos espaços do entorno. É o caso dos empreendimentos Alphaville Uberlândia 1 e 2, que juntos possuem uma área verde de quase 200 mil metros quadrados, totalmente integrada ao projeto urbanístico dos condomínios.

Especial Alphaville

Fonte: Alphaville 40 anos