Bioconstrução: antes tendência, agora necessidade

Por Granja Marileusa

09 dezembro 2015 - 16:52 | Atualizado em 02 julho 2018 - 16:40


O que antes era uma tendência, ganha teor de necessidade. De acordo com a LPAA (e Ação Lima-Paris) – traduzido para o português, a área de edifícios e de construção responde por 30% das emissões de dióxido de carbono ( no mundo. Para reverter o quadro, diversos empreendimentos começam a incorporar construções sustentáveis. Mas você sabe quais os benefícios que elas podem trazer?  Conheça alguns deles:

  • QUALIDADE DE VIDA

Além de mais conforto térmico, visual e olfativo, prédios sustentáveis podem proporcionar uma rotina bem menos estressante, muito pela arquitetura e design que favorecem o bem estar. 

  • PRODUTIVIDADE

Um estudo de Seattle (, descobriu que a ausência e atraso das pessoas no trabalho ou de alunos nas escolas reduziu em 40% em construções sustentáveis.

  • SAÚDE

Prédios sustentáveis apresentam elevados índices de salubridade, por isso evitam problemas como poluição do ar interior e doenças respiratórias. 

  • BAIXO CUSTO

Um estudo da Força-Tarefa de Construção Sustentável da Califórnia (, mostrou que o investimento de um projeto verde de apenas 2%, pode produzir uma economia de 10 vezes o valor inicial num período de 20 anos de construção. 

  • VALOR DE MERCADO

Prédios comerciais e residenciais que incluem componentes de design sustentável mantêm um valor alto de revenda. Além disso, os custos de manutenção são menores que nos convencionais. 

[gallery_id=”189″]

  

  

Granja Marileusa Desenvolvedora