Blog

Banner Blog Granja Marileusa

Dores do Crescimento Empresarial: como identificar e solucionar

Granja Marileusa

As dores do crescimento são comuns em empresas que já estão dando certo e passaram pelas fases iniciais que um negócio atravessa, porém precisam pensar agora em crescer para evitar problemas de curto, médio e longo prazo.

“As dores do crescimento são várias e elas podem variar de empresa para empresa, dependem do tamanho do negócio, do histórico ou de como a economia está”, diz Anna Paula Graboski, CEO da Landix Sistemas. “Quando você supera essa dores, você consegue atingir o topo”.

Para te ajudar nessa tarefa, mostramos abaixo o que são, como identificar e, claro, como resolver as principais dores do crescimento empresarial. Confira!

O que são as dores do crescimento?

As dores do crescimento são os sinais de que chegou a hora de uma empresa expandir a sua estrutura, planejamento, capital e outros itens fundamentais para garantir uma vida longa e saudável ao negócio.

Ou seja, é o momento no qual ela já está se consolidando e, por isso, precisa deixar as rotinas de empresa pequena de lado. A hora agora é crescer e se solidificar por meio de novas estratégias que colocarão o negócio em uma trajetória positiva!

Como saber se uma empresa precisa crescer?

As dores do crescimento empresarial nada mais são do que sinais de que uma empresa precisa ganhar corpo. Perceber quais são os sintomas o mais rápido possível faz diferença e pode acelerar o crescimento sustentável e duradouro.

Muitas reclamações de clientes, funcionários com atribuições demais ou em conflito, falta de capital para desempenhar mais atividades, ou mesmo aquela sensação de que as horas do dia não são suficientes para lidar com toda a atividade empresarial são sintomas de que chegou a hora de fazer a lição de casa para alçar voos mais altos. A sua empresa precisa crescer.

Quais são as principais dores do crescimento e como resolvê-las?

Como a CEO da Landix já adiantou, cada empresa tem a sua particularidade que interfere nas suas dores do crescimento. Porém, é possível listar as principais dores que, geralmente, todas as empresas que precisam amadurecer enfrentam durante o processo:

Falta capital

O dinheiro não é mais suficiente para realizar todos os objetivos da empresa ou, pior, o endividamento não foi bem planejado e está prejudicando o lucro ou obrigações financeiras. Nesse caso, fazer um bom planejamento e, se necessário, pedir empréstimos para que o endividamento aconteça de forma planejada, para possibilitar a quitação de débitos sem impactar a saúde financeira, é fundamental para a empresa crescer.

A infraestrutura ficou pequena

A sua equipe cresceu ou o seu negócio já não cabe mais na infraestrutura antiga, e a falta de espaço está impactando as atividades dos colaboradores ou impedindo o empreendimento de entregar mais. Para resolver esse problema, é essencial avaliar a necessidade de uma sede própria para a sua empresa. Afinal, é uma das garantias de que o negócio realmente existe e, mais do que isso, traz a chance de adaptar a estrutura física às necessidades dos colaboradores e da atividade empresarial.

A empresa está no escuro

Não são raras as empresas que começam suas atividades sem conhecer a fundo o seu público, o mercado no qual atua ou qual é a situação da economia e como ela impacta a empresa. Isso faz com que ela atue “no escuro”, sem enxergar os riscos e possibilidades que estão ao redor. Um bom plano de negócios, com pesquisas de opinião e de mercado, a revisão de processos e um planejamento empresarial que redefina diretrizes são itens importantes para ajudar uma empresa a amenizar as dores do crescimento.

A cultura empresarial está desatualizada

Um quadro comum em empresas que ainda estão crescendo é contar com uma cultura organizacional que parou no tempo, deixando de refletir as transformações e o atual momento do negócio. Por isso, adaptar-se ao longo do tempo, atualizar a missão, a visão e os valores da empresa e definir bem quais as atribuições, entregas e a forma de gestão de pessoas são algumas das práticas fundamentais para consolidar a cultura empresarial de uma empresa que está em fase de crescimento.

O que esperar depois desse processo?

Grandes empresários já passaram pelas dores do crescimento. Ela faz parte da vida empresarial e é um sintoma positivo de que a capacidade do negócio pode crescer. Amenizar os efeitos é possível e necessário para quem deseja melhorar a atividade comercial e trazer ainda mais resultados positivos para o negócio.

Dessa forma, depois de planejar, rever processos e estruturas, fazer um bom plano de negócios e avaliar as possibilidades financeiras da empresa, você pode esperar por um negócio com mais chances de sucesso, que seja forte e resiliente o suficiente para ser mais lucrativo, sustentável e conhecido em sua área de atuação!

Para aprender mais dicas que ajudarão o seu negócio a crescer, acompanhe o blog de Granja Marileusa!